2

Segundo Desafio no blog Scrap Sale

Gente é com muita alegria que informo que nesse mês a escolhida para propor o tema do blog Scrap Sale, fui eu.

É um desafio interno que está rolando somente entre as integrantes do TC do blog, foi uma maneira de mostrarmos mais os nossos trabalhos.
Mas adoraríamos receber LOS de outras pessoas que se inspiraram também nos nossos projetos.

O tema que escolhi foi Solidariedade e o desafio era fazer um projeto nesse tema em página dupla.

Aqui a minha explicação do porquê eu escolhi esse tema:

Eu queria divulgar e homenagear o trabalho dos protetores dos animais porque...

Adotei três princesas através dessas pessoas maravilhosas, que se arriscam, tiram da própria boca pra dar nem que seja o mínimo para esses anjinhos que estão por aí pedindo apenas um colinho, um carinho ou um pratinho de comida ou um pouco de água.

O amor desses bichinhos é incondicional, mesmo sem dar quase nada em troca, eles nos são fiéis, amigos e estão sempre ao nosso lado.

Quando meu filho nasceu, eu fui em mais de 15 pediatras, todos me falavam que eu teria que “me livrar” das minhas bichinhas, nessas palavras mesmo, um deles disse que eu tinha que escolher entre elas ou meu filho, me levantei e disso que o que eu tinha que escolher ali era outro médico.

Continuei indo a outros pediatras até achar um que aceitasse a companhia das minhas meninas junto do meu filho.

Todas as minhas bichinhas, são vacinadas, vermifugadas, castradas, possuem chip e plaquinha de identificação, com exceção das gatinhas que não precisam da plaquinha, porque não saem de casa, ou seja, são companhias extremamente saudáveis para o meu filho, que ele adora e brinca muito com elas.

Aqui seguem as ONGS que quero ajudo a divulgar:

Como não tenho condições de ajudar de outras maneiras essas ONGS que fazem trabalhos maravilhosos com esses animais, essa foi a maneira que arrumei de tentar ajudá-los pelo menos um pouquinho.
Abaixo fotos do LO que produzi para esse desafio e fotos das minhas gatinhas querendo participar... Rs.









 Abaixo a história das minhas meninas:

A Malu que é a gatinha malhadinha, meu cunhado achou recém nascida no quintal do seu vizinho gritando muito, era muito pequeninha e tinha até o cordão umbilical.

Eu tinha acabado de perder um gatinho de falência renal com 15 anos que eu amava muito e estava muito triste.

Ele com meu marido, me fizeram essa linda surpresa e me deram a Malu de presente.

A gente tinha que dar mamadeira pra ela a cada duas horas, ela gritava de fome e tinha que limpar o bumbum dela com algodão molhado em água morna pra ela conseguir fazer pipi e coco, como se fosse a mamãe dela lambendo.

Até hoje, ela levanta as patinhas da frente e me pede colo igual a uma criança quando levanta os bracinhos, muito fofa.
A Luma que é a minha gatinha pretinha eu adotei com uma dessa maravilhosas pessoas que se dedicam a ajudar os animais.
Era Outubro e ela tinha acabado de salvar uma ninhada de sialatas, que é a mistura de vira-lata com siamês e a Luma era a única pretinha ali no meio, eu já sabia que gatos pretos demoram mais para serem adotados ou nunca chegam a ser, então logo pensei, é essa.

Mas a protetora veio até a minha casa, olhou tudo e me fez um monte de perguntas para se assegurar de que estava doando para uma pessoa que cuidaria bem dela.

Ela é meio ceguinha, não pula alto, tem a língua presa e é bem lerdinha, ela mia assim:

MENGUAUUUUUUUU...

E me acorda toda a noite para eu colocar o cabelo pra cima, ela grita dentro do meu ouvido, coloco o cabelo pra cima, ela começa a fazer fofo, se enrola e dorme ali.



E a Mel que é a única cachorrinha, apareceu na minha vida de uma maneira inusitada.

Eu estava saindo do trabalho e vi um carro andando muito rápido fazendo a curva numa praça, de repente ele abriu a porta e jogou ela de dentro, ela caindo rolando, machucou a barriga e quebrou alguns dentinhos, na hora não pensei duas vezes sai correndo, peguei e levei ela pra casa.

Chegando lá, interfonei para o meu marido e pedi pra ele descer que eu queria mostrar uma coisa, ele achou que eu tinha batido o carro... Rs.

Quando a Mel viu ele, ela se abaixou, tipo se arrastando mesmo e foi na direção dele, foi amor a primeira vista.

Aqui ela na sua cadeirinha passeando de carro, é gente os animais também precisam de cadeirinha ou de cinto de segurança... Rs.



Aqui ela está fazendo a sua famosa carinha de pidona:


Aqui ela com os padrinhos do meu filho, hoje ela está morando na casa da minha sogra com meu cunhado, mas nós vamos vê-la todos os fins de semana.


E aqui ela com a mamãe, eu... Rs:



2 comentários:

Adriana - DRIARTE disse...

Ana adorei o desafio e o tema. E que post legal!!! Meu filho adora cachorro e adorou ver a Mel na cadeira.
Bjsss.

Lolô Artesanato disse...

Muito legal Ana a sua relação com os bichinhos
tb amooo e tenho mtos em casa, todos adotados...só a July (yorkshire) que não...rs
4 gatos e 1 jabuti...todos adotados!
bjkasss
Leila